Personal tools
You are here: Home pt Antecedentes

Antecedentes

 

A Declaração da OIT sobre Justiça Social para uma Globalização Justa (2008) afirma que “empresas produtivas, rentáveis e sustentáveis, bem como uma economia social forte e um setor público viável são essenciais ao desenvolvimento econômico sustentável e à criação de oportunidades de emprego”.

Hoje, a Economia Social e Solidária (ESS) é uma realidade na vida de muitas pessoas porque promove valores e princípios que incidem sobre as necessidades das pessoas e as suas comunidades. Num espírito de participação voluntária, autoajuda e autossuficiência, e através de empresas e organizações, procura equilibrar o sucesso econômico com a justiça social, partindo do nível local para o nível global.

O conceito de ESS é transversal às quatro dimensões da Agenda de Trabalho Decente da OIT. Um programa de capacitação de alto nível em ESS foi proposto por mais de 200 participantes por ocasião da Conferência Regional da OIT para a Economia Social realizada em Joanesburgo, África do Sul, em outubro de 2009.

Neste contexto, a primeira edição da Academia foi organizada pelo Centro Internacional de Formação da OIT (CIF-OIT) em Turim (Itália) em 2010. Conhecido como “Academia da OIT sobre Economia Social e Solidária (Academia ESS)”, este programa de formação inter-regional desde então reune periodicamente profissionais e decisores políticos de todo o mundo para partilharem as suas experiências e conhecerem os principais especialistas da ESS.